• Ronei Silveira

Conheça a ‘matemática da música’ proposta por John Coltrane

Se você é músico, já deve ter ouvido falar de uma expressão chamada “Círculo Coltrane”, ou “Círculo dos Quintos”.

O nome faz referência ao renomado saxofonista americano John Coltrane, um músico genial que conseguiu “desenhar” a matemática da música, revelando a experiência quase transcendente que ele tinha com as partituras.



O físico e também saxofonista Stephon Alexander recebeu, em 1967, a “teoria” de Coltrane das mãos do próprio criador e, juntamente com o professor Yusef Lateef, a incluiu em seus repertórios, passando, então, a ver a música de Coltrane como “uma jornada espiritual que abraçou as preocupações de uma rica tradição de música autofisipsíquica”.


E Alexander vai além: ele acredita que Coltrane emprega “o mesmo princípio geométrico que motivou a teoria quântica de Einstein”.


Acredite se quiser: essas suposições não são nem um pouco absurdas.


É sabido que todo músico é, em sua essência mais profunda, um matemático; e os mais geniais compositores da história tinham plena consciência disso.

O próprio Coltrane gostava de falar sobre as teorias de Einstein com frequência.

Mas apesar de se expressar mística, espiritual e filosoficamente sobre esses assuntos, Coltrane não dizia muito sobre a teoria por trás da sua música: ela fala por si só.


O “desenho” feito por Coltrane levou vários estudiosos do assunto investigarem os detalhes da sua descoberta, esclarecendo seus desdobramentos por meio de ensaios teóricos.


O clarinetista Arun Ghosh, por exemplo, viu nos “princípios matemáticos” de Coltrane um “sistema musical que se relaciona com o Divino”.

Quem teve a oportunidade de conviver com o músico concorda que a relação entre música e espiritualidade, para ele, era muito intensa e profunda.


Algumas pessoas podem achar a afirmação tendenciosa, mas o que vemos na ampla gama de respostas à teoria musical de Coltrane, tão bem encapsulada no desenho que você viu lá em cima, é que seu reconhecimento das “estruturas da música” foi tanto uma descoberta científica como uma experiência religiosa para ele, de acordo com o professor Lateef.

E ainda conclui:

“Foram processos intuitivos que “surgiram” na mente do músico [Coltrane] através da abstração pela experiência”.


Fonte: https://www.awebic.com/matematica-da-musica/#:~:text=O%20nome%20faz%20refer%C3%AAncia%20ao,ele%20tinha%20com%20as%20partituras.&text=O%20pr%C3%B3prio%20Coltrane%20gostava%20de,teorias%20de%20Einstein%20com%20frequ%C3%AAncia.

4 visualizações

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Fechado durante o período de quarentena, apenas atendimento online.

ENDEREÇO

Rua Floriano Peixoto, nº 1758 - Centro - Franca-SP

CEP 14400-760

CONTATO

(16)   3402-1993

(16) 99277-2758 (WhatsApp)

contato@vivarte.mus.br

  • Facebook quadrado preto
  • Twitter Black Praça
  • YouTube Quadrado Preto
  • LinkedIn Quadrado Preto
  • Instagram Quadrado Preto